Google+ Followers

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

" ...fica sempre a certeza de que se dormiu e se sonhou..."


Algumas experiências na vida são inevitáveis e se são inevitáveis é mais que o óbvio imaginarmos que temos que passar. Se pudessemos saber que seria ruim e que sofreriámos não optariámos em tomar certas decisões ou atitudes. Penso que tudo devemos tirar como lição, sofrimento é opcional...mas e quando é difícil esquecer, ainda mais quando nos machuca e nos faz sofrer muito. Depois que se passa pela experiência que talvez até tenha sido "boa" mas no final foi ruim,  é como se tivessemos dormido e sonhado com algo oculto e que na verdade parece ter nunca existido. É como sentir saudade do que nunca existiu...lembrar de lembranças falsificadas em momentos de faz de conta que se era feliz. O fato, melhor pensar que se dormiu realmente e que foi apenas um sonho e que se acordou...O que importa é o que se vive no presente, dar valor ao que se tem no presente... O que foi sonho, ou que se viveu se foi de verdade ou não, tão pouco importa...porque afinal  a melhor maneira de ser feliz é ter uma péssima memória...

Querer que não fosse um sonho do sonho já acabado ou inacabado...O que foi bom no passado hoje é ruim, dói e machuca...Que sonho mais absurdo esse, que se faz sofrer e que faz querer sonhar novamente? Sonhar um sonho que não é verdade que não viveu nenhuma realidade...Desgastante pensar que sonhos são apenas sonhos, e que sonhos são manifestações não falsificadas da atividade criativa do inconsciente.


Mas e o que nos pertuba? e o que nos faz atormentar os pensamentos? Existem fatos, coisas ou pessoas que com o passar do tempo só faz crescer sentimentos e aumentar saudades... e não importa se isso ou algo está perto ou longe, vivo ou enterrado, mas o fato é único e incomoda, irrita e não nos deixa viver em paz...O inconsciente sempre nos mostra que tudo esta presente mesmo ausente, seja nos sonhos ou em pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário